Roer a unha é prejudicial a minha saúde?

Quem pensa que roer unhas é apenas um mau hábito que interfere na estética das mãos, está muito enganado! O problema pode ir muito além e essa prática pode ser extremamente prejudicial para a saúde, causando sérios danos a quem tem o costume de ficar com a mão na boca, roer as unhas, morder o contorno dos dedos e, até mesmo, engolir essas unhas. Quer saber quais são os principais problemas que esse hábito pode provocar? Então continue lendo este post e descubra!

Imagem:Divulgação

Imagem:Divulgação

Exposição a bactérias

Roer as unhas pode ser o caminho mais curto para transportar vírus e bactérias para o organismo. Isso acontece porque as mãos tocam em superfícies contaminadas — celular, teclado do computador, torneira, maçaneta, entre outras — e, ao levar a mão à boca, você assume o risco de transmitir essa contaminação para dentro do seu corpo.

Risco de gripes, infecções e resfriados

Pelos mesmos motivos citados acima, quem rói unhas está mais sujeito a ficar com gripe, resfriados, verminoses e, em casos mais graves, infecções intestinais. Ao levar vírus e bactérias da mão para a boca, o organismo acaba ficando suscetível a essas doenças.

Danificação das unhas

Infelizmente, não é só a aparência da unha que sofre com esse hábito. A saúde dela também! Vale destacar que o trauma repetitivo bem próximo à matriz da unha pode causar desnivelamentos e cicatrizes irreversíveis. Morder a pele em torno dos dedos e tirar a cutícula com os próprios dentes também pode prejudicar a saúde das unhas e eliminar a proteção das mãos

imagem: divulgação

imagem: divulgação

Sinalização de problemas

O hábito de roer as unhas nem sempre aparece de forma isolada. Ele pode estar associado a problemas emocionais mais sérios, como ansiedade, estresse e depressão. Esse comportamento pode ser comparado, inclusive, a outras manifestações cutâneas, como coçar a cabeça, arrancar os cabelos ou beliscar a pele. Em todo caso, é preciso investigar qual é a raiz do problema.

Dicas para acabar com o hábito

Quem afirma que parar de roer unhas é fácil, está muito enganado. É um processo desafiador e que leva tempo para ser bem-sucedido. Veja agora algumas dicas que podem te ajudar nessa difícil missão.

  • Faça uso dos produtos específicos para esta finalidade, que, por terem sabor desagradável, acabam inibindo a ação de roer unhas.
  • Mantenha a unha feita, pois quando a mão está bonita, você pensa duas vezes antes de colocá-la na boca.
  • Pinte as unhas com esmaltes escuros: essa pequena atitude tende a ajudar no abandono da prática, uma vez que se você colocar a mão na boca, ficará muito visível o esmalte descascado.
  • Use bases fortalecedoras, uma vez que as unhas roídas tendem a ser as mais fracas.
  • Nos casos mais graves, procurar um psicólogo pode ser uma ótima pedida para combater a ansiedade e deixar de roer as unhas.

E você, já sabia que o hábito de roer unhas pode ser tão prejudicial assim? Tem outra dica para compartilhar com a gente sobre como combater essa prática? Deixe o seu comentário!

Imagem:Divulgação

Imagem:Divulgação

Comente (será moderado)