Como usar os remédios para unhas fracas?

Do que você precisa para ter um visual arrasador: cabelo perfeito até o fim da noite? Maquiagem à prova de badalação? Vestido com corte exato? Sapatos que arrasem? Acessórios exclusivos?

Você pode — e deve! — marcar todas as opções nessa provinha de estilo. Mas, convenhamos, faltou um item primordial: unhas benfeitas. O problema nem é tanto sobre mantê-las pintadas e bonitas, mas sim sobre como garantir saúde e beleza delas quando passam 24 horas sendo submetidas a torturas que incluem exposição direta a produtos de limpeza, contato com bactérias em todos os cantos, e até vícios em roê-las. Haja resistência!

Imagem:Divulgação

Imagem:Divulgação

Se as suas unhas estão manchadas, quebradiças ou onduladas, é sinal de que estão fracas e clamando por piedade. Ou, em outras palavras, por cuidados ideais para fortalecê-las. Quer conhecer alguns desses cuidados e como aplicá-los? Então continue a leitura!

Unhas manchadas

Tons esbranquiçados, amarronzados ou esverdeados em alguns pontos das unhas são sinais que podem remeter a vários problemas orgânicos que vão, desde falta de vitaminas até intoxicação por produtos químicos ou alergias à acetona, por exemplo. Nesses casos, é interessante procurar um dermatologista para diagnosticar o caso e indicar tratamentos.

Para evitar que as manchas apareçam, siga um cardápio alimentar equilibrado apostando em fibras, carboidratos e proteínas. Vai faxinar a casa? Use luvas. E não se esqueça de outra dica preciosa: deixe suas unhas respirarem por pelo menos 24 horas antes de pintá-las novamente.

Mantenha todas elas hidratadas e tenha resultados melhores ainda apostando em produtos que vão nutrir também as cutículas e a pele das mãos, com fácil absorção. Você pode optar por manteigas hidratantes e também bases fortalecedoras. Essa combinação hidrata e mantêm as unhas com aparência agradável.

Imagem:Divulgação

Imagem:Divulgação

Unhas quebradiças

Sua unha cresce alguns milímetros e você já logo pensa em qual será a próxima cor de esmalte, mas… de repente uma lasquinha solta ali na beiradinha do dedo e acaba com a sua alegria.

Dificuldade para crescer, mas grande facilidade para lascar são sinais evidentes — e talvez os mais clássicos — de enfraquecimento das unhas. Se por um lado o problema pode ser causado por questões nutricionais, por outro pode ser resultado, também, de traumas nas camadas ungueais. Tilintar unhas ou levá-las à boca com grande frequência é fatal para a matriz de sua estrutura e as torna pouco resistentes.

Bases restauradoras e loções fortalecedoras são as melhores indicações. Nesses casos, os produtos devem ser aplicados de forma semelhante aos esmaltes, em superfícies limpas e secas. Há ainda as soluções de reforço que, ao contrário das anteriores, não envolvem a unha toda, mas apenas a ponta dela.

Unhas onduladas

As unhas consideradas “normais” têm superfícies estáveis da base às pontas. Ondulações indicam que algo está errado com elas, possivelmente como consequência de retirada excessiva de cutículas ou pancadas que, com grandes impactos, podem evoluir para infecções e inflamações.

Além da ingestão de vitaminas, tratamentos cosméticos também são recomendados. Todas as sugestões dadas até aqui são perfeitamente aplicáveis e úteis nesses casos. No mercado não faltam opções práticas como produtos 2 em 1 (bases e coberturas na mesma embalagem) ou mesmo kits mesclando hidratação e fortalecimento de unhas.

imagem: divulgação

imagem: divulgação

E você? Sofre com algum desses problemas? Conhece alguém que tenta driblá-los? Conte pra nós através dos comentários!

 

Comente (será moderado)